27 junho, 2012

Sabes?...

Gostava de ter onde te visitar.

Mas como não tenho, dou por mim a ir uma e outra e outra vez ao teu perfil no Fb. Apetece-me sempre deixar-te lá alguma coisa. Uma musica. Uma frase. Uma foto.

Lembras-te de quando andavas na mala do meu Fiesta branco para todo o lado? Dos nossos almoços sem fim no Barbarico, com o Sr. Maia a participar nas nossas conversas? Das caipirinhas no molhe em finais de tarde, que sempre se prolongavam pela noite dentro? Dos jantares no Cepa Torta e no Franganito, onde já eramos mais do que conhecidos? Dos "alter-ego" e os seus ridículos 10 mandamentos que num dia feliz tivemos a feliz ideia de criar? Das noites da industria que chegavam a acabar em pequenos-almoços em Vila do Conde? De quando adormeceste no carro e o Ico carinhosamente te tapou com um jornal para não teres frio...:)

Podia ficar aqui dias inteiros. São tantas as recordações... 

Das conversas que ficavam perdidas e haviam de ser continuadas num outro dia qualquer?

Porque havia sempre um outro dia e mais outro e mais outro. Achei que ia ser sempre assim. "Silly me"! Hoje tínhamos outro jogo para ver juntos. Outro abraço para dar. Mas...agora já não estás aqui. Já só te posso encontrar nos sonhos e nas conversas que vou tendo contigo na minha imaginação. Onde te questiono tanta coisa e onde me respondes sempre de sorriso e braços abertos a dizer que agora estás em paz. Com a Tatiana e a tua madrinha ao lado.

Só te peço uma coisa, espera por mim! Um destes dias encontrar-te-ei aí, onde quer que estejas, e será sempre como se nem um dia se tivesse passado. Prometo abraçar-te com a mesma força e aí sim poder dizer-te (só mais uma vez) o quanto te amo de coração inteiro.

*Que saudade...

2 comentários:

mãedesaltosaltos disse...

Ainda estou abananada com tudo isto, vamos guardar os bons momentos, os sorrisos, os abraços, os karaokes, as músicas...Enfim, não é fácil perder um amigo como ele! beijinhos!

other disse...

A tua tristeza pegou-se-me ao ler. Um beijinho grande. Partilhar a tristeza alivia. Estamos todos a caminho dum destino maior, e esta é só uma etapa.